Skip to content

sinusite

junho 5, 2014

dor de cabeça me dá vontade de escrever. de dar vazão ao latente em mim. forte, às vezes. por ora apenas incômodo. mas sempre aqui, o dia inteiro. aquele peso perto dos olhos me avisando que enxergar não basta, viver não basta. aquele ardor insistente dizendo: escreva!

parece que a vida fica leve quando o físico está pesado. física. qual é o espaço que sobra para a existência inteira quando o corpo pesa? porque quando há peso é porque há massa. e onde há massa não há espaço.

parece que a vida fica leve de vem em quando.

eu gosto mesmo é da escrita sincera. sempre gostei. rasgada, jogada, sem ordem, sem nexo. gosto mesmo é da confusão tão natural ao universo, mas que só se coloca quando o corpo está pesado demais para seguir a ordem.

gosto de escrever com dor de cabeça. porque não preciso pensar para isso. porque a dor me dá certeza de estar viva. e se estou, escrevo. e se escrevo, estou. e enquanto estiver escrevendo não morrerei com a minha dor.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: